FILHOS DE PAIS SEPARADOS: EVITANDO TRAUMAS

banner-paginas-posts


Atualmente  temos uma subida drástica dos  divórcios . Ao separarem-se, os pais muitas vezes negligenciam a criação dos filhos. Uma questão típica é sentir culpa, “agora meus filhos não vão ter os pais juntos.” Posso querer comprar o amor de meu filho.  Os dois podem competir pelo amor do filho, para ver quem agrada mais com presentes. O sentimento da criança é de angustia de ter que escolher um dos pais. Ou usam o filho como arma para atingir o ex. Falsas acusações de maus tratos ou negligência, podem ser usadas para conseguir a guarda total do filho prejudicando o ex. Inúmeros estudos indicam que a criança ou adolescente tem maior probabilidade de baixa autoestima, insucesso escolar, ansiedade, depressão, devemos estar atentos a qualquer comportamento diferente que a criança apresentar. Caso não detectado a tempo terá consequências na vida adulta. Além disso, as relações afetivas entre os pais servem de modelo para o filho, à tendência é repetir este modelo na vida adulta. O que desestabiliza emocionalmente os filhos na separação, não é o fato em si, mas como essa separação é vivida. O humor dos filhos vai depender das condições e atenção de quem tem a guarda. Uma forma mais saudável de viver a separação é com serenidade e onde os pais explicam a separação com honestidade. O adolescente em geral reage a separação com raiva, tristeza ou rebeldia. Pode adotar atitude reservada, com o objetivo de esconder sentimentos tais como a vergonha e ansiedade. Quando a guarda fica com a mãe, que é a maioria dos casos, a convivência com o pai tem de ser facilitada. O filho tem a sensação de abandono, muitas vezes, a mãe deve manter a imagem do pai, e este se manter presente e afetuoso. Quando há um novo casamento, como ficam os filhos? Num primeiro momento, olham o novo companheiro com desconfiança. Em seguida podem entender como a possibilidade de uma nova família. Os filhos sempre tem a fantasia de que os pais podem se reconciliar. Devemos esclarecer que o divórcio é para sempre e que não é motivo de vergonha. É importante para os filhos continuar a receber o amor dos pais.Muitas vezes os pais não podem evitar as frustrações,fantasias e sentimentos dolorosos que seus filhos irão ter com a separação, mas com certeza sua postura , honestidade, diálogo e acima de tudo um bom relacionamento com seu ex cônjuge amortizam e até dissolvem essa vivência estressante na criança/adolescente. E ao primeiro sinal de algum comportamento diferente ou inadequado, a psicoterapia infantil com certeza poderá ajudar nesse processo de assimilação e aceitação dessa nova condição de ter os pais separados.   *O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

equilybra_psicologia_separação_casamento_filhos equilybra_psicologia_separação_casamento_filhos2


Rua do Grito 133, Ipiranga – Próx. ao metro Sacomã

contato@equilybra.com.brequilybrapsicologia@hotmail.com

CRP/PJ: 4997-J

icone-face icone-instagram icone-youtube

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.