OBESIDADE E O CONTROLE DA FOME EMOCIONAL

banner-paginas-posts


OBESIDADE E O CONTROLE DA FOME EMOCIONAL

Atualmente a obesidade é mais que uma doença, ela tornou-se uma epidemia mundial encontrada principalmente nas grandes capitais. Tenho observado com uma certa frequência, pessoas procurando ajuda  para combater a obesidade e sobrepeso, e na maioria das vezes recorrem diretamente ao nutricionista e o endocrinologista para resolverem seus problemas. Entretanto, para emagrecer a pessoa terá que mudar de atitude e passar a se comportar e pensar como uma pessoa magra.

São inúmeras as causas da obesidade, como fatores genéticos, hormonais e metabólicos, mas são os fatores psicológicos que podem agravar ainda mais tal doença. Pessoas com sinais de depressão, stress, ansiedade, baixa autoestima, bulling ou problemas associados com a autoimagem podem ser mais vulneráveis, levando a comerem de forma compulsiva ou além do necessário pois o fato de comer supre um vazio emocional, ameniza uma angustia e até mesmo traz um prazer momentâneo.

Para o emagrecimento definitivo é recomendado que o paciente obtenha acompanhamento com um psicólogo que atue com a abordagem cognitivo-comportamental. O psicólogo irá auxiliar o paciente a descobrir os gatilhos que o fazem comer compulsivamente, diferenciar a fome emocional do desejo e entender quais emoções e sentimentos relacionados a comida que o impedem de emagrecer.

No tratamento a partir dessa técnica, o paciente terá que almejar e consolidar alterações em seu comportamento com o objetivo de diminuir o consumo calórico e aumentar o gasto energético. Será trabalhado junto com o terapeuta o estabelecimento de metas, o auto monitoramento de pensamentos sabotadores, distorções cognitivas, e registro dos alimentos ingeridos.

Através de uma equipe multidisciplinar contendo uma psicóloga, um nutricionista e um endocrinologista, é possível realizar o tratamento eficaz para a obesidade. Essa abordagem de terapia auxilia a identificação dos pensamentos disfuncionais (pensamentos sabotadores) e a responder de forma eficaz a tais pensamentos, o que leva aos pacientes se sentirem seguros em prosseguir com a dieta e se comportarem de forma funcional.

Finalizando, pergunte para si mesmo: VOCÊ TEM FOME DE QUE??

 

FABIANA  NEUMANN – CRP: 06/128331

Psicóloga Cognitivo Comportamental – TCC

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo

 post-obesidade2 post-obesidade3 post-obesidade4 post-obesidade5 post-obesidade6 post-obesidade7


Rua do Grito 133, Ipiranga – Próx. ao metro Sacomã

contato@equilybra.com.brequilybrapsicologia@hotmail.com

CRP/PJ: 4997-J

icone-face icone-instagram icone-youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *