PSICOTERAPIA ADULTO

Rua do Grito 133, Ipiranga – Próx. ao metro Sacomã


Aumenta cada vez mais o número de pessoas que estão insatisfeitas e/ou infelizes com o que são ou como estão vivendo.

Hoje em dia, médicos de todas as especialidades já consideram a importância e influência do sofrimento e dificuldades emocionais como um dos fatores principais que determinam o surgimento ou manutenção de doenças físicas, mesmo que tenham sua origem na hereditariedade, na pré-disposição genética, nos maus hábitos, etc. Isso sem mencionar as doenças psicossomáticas que são o surgimento de alterações físicas (sintomas, doenças) decorrentes de um desequilíbrio emocional/psicológico.
É crucial para a manutenção de nossa saúde termos uma vida equilibrada em todos os pilares que compõe nossa existência: físico/psíquico/emocional/social/profissional/espiritual.
Quando alguma dessas pilastras não vai bem, é certo que o desequilíbrio se instala e todo nosso ser sofre.

A Psicoterapia é um tratamento, que soma os conhecimentos da Psicologia e da Psicopatologia, sendo um valioso recurso para lidar com as dificuldades e sofrimentos da existência em todas as formas, proporcionando uma transformação profunda no indivíduo.

Tem como objetivo principal o autoconhecimento, favorecendo uma melhor compreensão dos sentimentos, pensamentos e comportamentos. O processo terapêutico enfoca a aprendizagem sobre si mesmo, sobre suas escolhas e o modo de vivê-las, indo além da simples contemplação de como estamos para um passo bem maior que é a superação e transformação em prol do bem-estar e equilíbrio.

Muitos são os motivos que pessoas de todas as idades buscam a ajuda do psicólogo, alguns deles:

– Busca de autoconhecimento: revisão de valores, prioridades, escolhas.

-Transtornos psicológicos: pânico, fobias, transtorno dissociativo, depressão, distúrbios alimentares, estresse, ansiedade…

– Dificuldades emocionais: isolamento social, timidez, agressividade, ciúme excessivo, tristeza, insegurança…

-Transtornos de personalidade como: transtorno borderline, transtorno esquizóide, transtorno paranóide, transtorno bipolar, TOC…

– Conflitos pessoais: conjugais, familiares, interpessoais e grupais que acarretam sofrimento psicológico.

– Crises existenciais: em transições difíceis (luto, crises profissionais, dificuldades no relacionamento…

– Dificuldades nas mudanças de fases de vida (puberdade, adolescência, vida adulta, menopausa, envelhecimento, etc.)

– Distúrbios físicos, adoecer com frequência, doenças psicossomáticas…

Através de encontros entre psicólogo X paciente, o psicoterapeuta irá propiciar um espaço acolhedor para que o indivíduo tenha a oportunidade de compartilhar, cuidar e refletir sobre suas dificuldades e questões importantes de sua vida. Deixando claro que a relação entre paciente e psicoterapeuta não é igual a de uma amizade. O psicólogo não está a serviço de palpitar, direcionar ou se envolver de forma passional com as dificuldades do paciente. Dentro das sessões, o profissional propicia um espaço livre de julgamentos e preconceitos, garantindo também o sigilo de todo conteúdo que emerge durante as sessões. Caso contrário, deixa de ser uma técnica científica implementada por um profissional qualificado, o que compromete a eficácia do tratamento.
Auxiliando o paciente refletir sobre o porquê de suas escolhas e ajudando-o na descoberta de formas mais saudáveis de existir, possibilita a reavaliação de conceitos e condutas habituais, permitindo com que o paciente perceba como se relaciona consigo mesmo, com o mundo e com as outras pessoas. Este processo busca a melhora da capacidade de autogerenciamento de conflitos e dificuldades, levando o indivíduo a encontrar alternativas para lidar com sua problemática emocional, superando-a.

O psicólogo tem como objetivo, promover no paciente 3 ações:

-Tomada de consciência: É quando o paciente descobre o que faz com a própria vida e tenta vislumbrar o motivo por trás de suas ações.

-Responsabilizar-se por sua vida: tomar para si a responsabilidade pelos seus atos.Se a pessoa não se sente responsável pelas próprias dificuldades, como, então, ela será capaz de modificar sua situação? Não significa culpar-se pelos infortúnios da vida. Culpar-se é querer se castigar. Responsabilizar-se é querer mudar. Na vida sempre nos deparamos com decepções, frustrações, tragédias. E não podemos mudar os acontecimentos, mas com certeza está em nossas mãos escolher como lidarmos com essas situações adversas.

-Superação: buscar novos significados diante das adversidades vividas e também novas formas de lidar com as frustrações e decepções, proporcionando assim, saúde física/mental/emocional.

Alguns benefícios da psicoterapia:

– Promover o processo de autoconhecimento e transformação.

– Desenvolvimento da capacidade de auto-observação e autorreflexão.

– Favorecer a capacidade de auto gerenciamento, aprendendo a dialogar com o mundo interior, equilibrando os estados emocionais e psíquicos.

– Aumentar a autoestima e amor próprio.

– Prevenir, minimizar e/ou superar doenças psicossomáticas, físicas, transtornos…

– Busca de sentido existencial.

– Amadurecimento psicológico e emocional.

– Melhorar o padrão de funcionamento mental com minimização do sofrimento psíquico.

– Sair dos padrões estereotipados e criar novas narrativas de si, novos modos de compreender e conduzir a própria vida.

– Conscientizar e superar traumas passados.

– Desenvolver habilidades interpessoais como capacidade empática, saber se colocar no lugar do outro.

– Melhorar a capacidade de comunicação, assertividade, resolução de conflitos.

– Fortalecimento psicológico, ampliação da resiliência, para aumentar a tolerância e a capacidade de crescer com as dificuldades que a vida apresenta.

– Entendimento, melhora dos relacionamentos interpessoais (família, pais e filhos, relacionamentos afetivos).

– Propiciar a adoção de novos comportamentos para enfrentamento das dificuldades.

– Favorecer o desenvolvimento de formas mais adaptativas para lidar de forma mais saudável com a própria vida.

– Promover o bem-estar e a qualidade de vida.

– Favorecer a saúde e equilíbrio integral: físico, emocional e psicológico.

O cuidar da saúde psíquica / emocional deveria ser tão importante como quando damos atenção e buscamos tratamentos para nossa saúde física, nossa saúde bucal e cuidados com nosso corpo. Pense Nisso!!

¨O ser consciente deve trabalhar-se sempre, partindo do ponto inicial de sua realidade psicológica. Aceitando-se como é e aprimorando-se sem cessar. Somente consegue essa lucidez aquele que se autoanalisa, disposto a encontrar-se sem máscara, sem deterioração. Para isso, não se julga nem se justifica, não se acusa nem se culpa. Apenas descobre-se e transforma-se num ser melhor para sí e para o mundo.
Joanna de Angelis

ATENDEMOS PSICOTERAPIA INDIVIDUAL PARA TODAS AS IDADES, PSICOTERAPIA DE CASAIS / FAMÍLIA E ORIENTAÇÃO A PAIS.

.
ARTIGOS RELACIONADOS:
-PORQUÊ FAZER TERAPIA: CLIQUE AQUI
-FAZER TERAPIA NÃO É SINAL DE FRAQUEZA: CLIQUE AQUI
– ENTENDENDO AS ABORDAGENS MOTIVOS E BENEFÍCIOS DA PSICOTERAPIA: CLIQUE AQUI
– TRANSTORNOS MENTAIS E EMOCIONAIS: CLIQUE AQUI

 

equilybra_psicologia_psicoterapia_adulto equilybra_psicologia_psicoterapia_adulto2


Rua do Grito 133, Ipiranga – Próx. ao metro Sacomã

contato@equilybra.com.brequilybrapsicologia@hotmail.com

CRP: 4997-J

icone-face icone-instagram icone-youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *